MTU, STU e Detran/MT promovem curso online para motoristas

WhatsApp Image 2021-05-26 at 08.02.58

Em comemoração ao movimento Maio Amarelo: Perceba o Risco. Proteja a Vida, a Associação Mato-grossense dos Transportadores Urbanos (MTU) em parceria com o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano (STU) e o Detran/MT realizaram cursos online para os motoristas do sistema de transporte coletivo de Cuiabá e Várzea Grande. Na tarde desta terça-feira, os profissionais discutiram as novas alterações do Código Nacional de Trânsito, ocorridas este ano.

 

Outra grande mudança discutida pelo Detran/MT e os motoristas do transporte urbano da região metropolitana de Cuiabá foi anunciada em fevereiro deste ano pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) onde a expressão “acidente de trânsito”, foi substituída por “sinistro de trânsito”, suprimindo o entendimento de sinistro “não premeditado”.

 

O novo entendimento foi anunciado pela ABNT ao publicar a revisão da NBR 10697/2018 e redefiniu os termos técnicos usados na preparação e execução de pesquisas relativas e na elaboração de relatórios estatísticos e operacionais de incidentes de trânsito. A mudança foi comemorada pela Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), e a adoção do termo foi considerada uma vitória importante para as ações e políticas voltadas a preservação da vida no trânsito.

 

Ao ministrar o curso online realizado através da plataforma Zoom, a gerente de Ação Educativa de Trânsito do Detran/MT, Rosane Gerda Prachthauser Polz enfatizou que a legislação de trânsito “tem que ser encarada como medida de segurança para todos”, disse. Denise reforçou ainda que as estatísticas demonstram que “se eu excedo o limite de velocidade eu tenho uma sensação de que não tem problemas. Mas cinco quilômetros por hora a mais fazem diferença na hora de evitar um acidente”, comentou.

 

Sobre a nova expressão, “sinistro de trânsito”. “A palavra acidente leva a crer que não pode ser evitado, mas na maioria das vezes o fato ocorreu por imprudência e poderia ser evitado. A percepção de risco é tomar consciência de que o motorista pode evitar um acidente”, afirmou.

 

Denise abordou sobre excesso de velocidade, respeito a faixa de pedestres, uso de celular, dirigir embriagado e sinalização correta. Também foi debatida algumas alterações do Código Nacional de Trânsito, tais como: renovação de habilitação, porte da Carteira Nacional de Trânsito por meio físico ou digital, suspensão da habilitação e infrações.

 

 Maio Amarelo

 

O Movimento “Maio Amarelo” nasceu com a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. O objetivo do movimento é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.