Empresas do transporte coletivo aderem a projeto

___c50f9b346c67e4b7d8d4a976d44937f9

A rotina dos motoristas do transporte coletivo de Cuiabá e Várzea Grande tem sido diferente desde outubro deste ano quando as empresas do sistema de transporte público se aliaram ao projeto Caminhos da Cultura, realizado pela Secretaria de Estado de Cultura em parceria com a Secretaria de Estado de Educação.

Todos os dias, uma equipe de motoristas das empresas: Pantanal Transportes, Caribus Transportes, Integração Transportes e União Transportes acompanha alunos da rede pública estadual num passeio cultural pelos museus e galerias de arte. Como muitos cuiabanos, praticamente nenhum deles havia entrado num museu em Cuiabá.

No trajeto das escolas aos pontos de cultura, alunos e professores são surpreendidos com a entrada do Aparício, um personagem criado para mostrar aos estudantes as situações conflitantes que ocorrem todos os dias no transporte coletivo. Aparício entra sem o cartão transporte e tenta pular a catraca. Uma voz o repreende lembrando que é preciso do cartão. Imediatamente ele começa a pedir o cartão transporte emprestado de alguns dos alunos que estão no ônibus. Novamente é repreendido e lembrado que usar o cartão de outras pessoas é ilegal.

Utilizando o humorismo, o ator segue mostrando algumas práticas negativas como escutar música alta, ficar parado na porta de saída e usar a mochila nas costas atrapalhando a passagem dos demais usuários. Mateus e Otávio, alunos do nono ano da Escola Estadual Governador José Fragelli acharam engraçada a representação e lembram que já usaram de algumas das práticas inadequadas como ficar na porta de saída ou pular a catraca por diversão.

O professor de Geografia, Lindeval José dos Santos gostou da idéia de mostrar aos alunos as boas práticas dentro dos ônibus. “Todos os dias eles utilizam o transporte para ir à escola e a intervenção teatral mostra o incômodo dos usuários quando alguém escuta música alta e o quanto atrapalha as mochilas nas costas dentro dos ônibus”, disse.

O projeto Caminhos da Cultura consiste em promover a inclusão cultural de estudantes de escolas públicas e comunidades de Cuiabá e municípios vizinhos, viabilizando a visitação a espaços que oferecem arte, cultura e história. Nessa primeira fase, estão sendo contemplados aproximadamente dois mil estudantes, até 15 de dezembro. As visitas são feitas de segunda a sábado, pela manhã e em média o roteiro inclui três aparelhos culturais por turno.

Entre os aparelhos culturais incluídos no roteiro estão Museu de Arte Sacra, Residência dos Governadores, Museu de História Natural Casa Dom Aquino, Galeria de Artes Lava Pés, Cine Teatro Cuiabá, Palácio da Instrução, Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça, Centro Cultural Casa Cuiabana, Museu da Imagem e do Som de Cuiabá (Misc) e Museu da Caixa D’água Velha. Numa segunda etapa, a proposta é ampliar para outros espaços como o Complexo Arena Pantanal, pontos de cultura como a Comunidade São Gonçalo Beira Rio e Memorial Rondon.

A motorista da empresa Integração Transportes, Regina Menezes transportou os alunos da Escola Estadual Governador José Fragelli numa visita a Galeria Lavapés e no Museu da Pré-história Dom Aquino. Junto com outros quatro motoristas da empresa, ficou encantada com tudo que surgia a sua frente. “Eu não sabia que existia esses museus. Está sendo uma novidade. Eu acho que tinham que divulgar mais para que a gente pudesse levar os filhos porque é de graça. As pessoas de fora vêm para Cuiabá e conhecem mais que nós cuiabanos”, comentou.

O projeto é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) executada em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), superintendência em Mato Grosso do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Associação Mato-Grossense dos Transportadores Urbanos (MTU) e as entidades gestoras dos equipamentos culturais da Secel e Prefeitura de Cuiabá.

Site Portal Mato Grosso
Jô Takano