Como os hábitos alimentares podem alterar o bem-estar durante a pandemia?

WhatsApp Image 2020-08-07 at 13.41.11

A função dos alimentos para evitar doenças e melhorar o sistema imunológico durante a pandemia pelo coronavírus – COVID-19 foi o tema discutido nesta sexta-feira, 14, durante a live da Associação Matogrossense de Transportadores Urbanos – MTU em parceria com o SEST/SENAT. A nutricionista, Cynthia Ramos Duarte discorreu sobre a alimentação saudável adequada, os riscos dos alimentos industrializados, ingestão de bebida alcoólica em excesso, suplementos alimentares e polivitramínicos e as doenças cardiovasculares.
A live também contou com a participação do engenheiro de segurança do trabalho da empresa Integração Transportes, José Carlos Sigarini Lopes. O engenheiro fez diversas perguntas a nutricionista sobre dúvidas a respeito da alimentação mais adequada para os trabalhadores do transporte coletivo neste período da pandemia e repassou outras sete perguntas feitas por profissionais do setor durante a transmissão. “ A live foi muito esclarecedora para o setor de transportes e também para as famílias já que todos terminam o serviço e seguem para seus lares”, disse.
Cynthia Ramos Duarte disse que a alimentação adequada vai muito além de simplesmente nos manter saciados. “Uma alimentação adequada e saudável garante uma boa nutrição e o funcionamento adequado de todo o corpo. Portanto, ela influencia, e muito, na saúde”, comentou.
A nutricionista do SEST/SENAT explicou que os alimentos in natura como frutas, legumes, verduras, grãos, carnes, ovos, são saudáveis e excelentes fontes de fibras, de vitaminas, minerais e de vários compostos que são essenciais para manutenção da saúde e prevenção de muitas doenças. “Com isso, o cenário atual demanda um cuidado redobrado não só com higiene, mas também com alimentação. Uma vez que estar com as condições nutricionais em dia, contribui para o fortalecimento do sistema imunológico, manutenção e recuperação da saúde”, alertou.
Cythia recomendou pratos variados e de diferentes cores de alimentos, o que representa vitaminas e minerais diferentes. Como exemplo ela cita que os alimentos vermelhos costumam combater câncer de próstata. Quanto aos alimentos industrializados, a nutricionista aponta a necessidade de não os consumir em excesso, tais como frituras, doces, biscoitos, já que possuem muitos conservantes.
O ideal, segundo a nutricionista, é comprar produtos naturais, não se alimentar em excesso, e evitar bebidas alcoólicas. “A bebida alcoólica utilizada com frequência diminui o funcionamento do sistema imunológico e ataca o fígado”, concluiu.
A Live: “Hábitos alimentares pode alterar o meu bem-estar nessa pandemia?” foi transmitida pelo Instagram @mtu_transportes e teve duração de 45 minutos.